Justiça enquadra prefeito e suspende decreto que corta Jornada Ampliada

Sindicato obteve uma grande vitória que, pois, fim, ao um decreto absurdo que corta os direitos dos professores. Ganharam os professores, ganharam os alunos, ganhou a educação pública.

O Sindicato dos professores, servidores e empregados da prefeitura municipal de Santo Antônio do Descoberto Goiás (SINDSAD/GO), obteve uma grande vitória na terça-feira (25), que, pois, fim ao decreto de nº 715/2017 do prefeito municipal.

Por ação do Sindicato, o Tribunal de Justiça do Goiás, determinou que o município de Santo Antônio do Descoberto Goiás retorne a Jornada Ampliada dos professores, retirada unilateralmente pelo prefeito no dia 04 de abril. O Decreto está em desacordo com a Legislação Federal e Municipal, portanto, o juiz Gustavo Costa Borges, concedeu suspensão da eficácia do Decreto municipal de nº 715/2017.

Com a redução da carga horária, a prefeitura cortou pela metade o salário da categoria. Isso sem falar que o ano letivo foi diminuído, reduzindo drasticamente o tempo de permanência da criança na escola e a qualidade do ensino oferecido.

A presidente do SINDSAD/GO, Clenilda Melquiades, explicou que as atividades do professor não se limitam às horas em sala de aula, mais também “ao dispêndio com inúmeras horas com estudos, para aperfeiçoamento profissional, correção de provas, avaliação de trabalhos e registro de notas, atividades indispensáveis ao desejável ensino público de qualidade”.

sample-ad

Facebook Comments